Ski na neve na América do Sul

► Bariloche

Bariloche é a capital dos brasileiros da neve, uma “Cancun dos portenhos”. Sem dúvida Bariloche é o destino ideal para todos os gostos e bolsos. Quer gastar pouco, vá para Bariloche. Com hotéis e alimentação baratos, a capital tem um ótimo custo x benefício.

Ski em Bariloche
A atividade mais praticada em Bariloche no inverno é o ski, com um cenário de fundo deslumbrante. A paisagem é repleta de morros, montanhas, águas cristalinas, rios sedutores e bosques bastante arborizados. Para quem não sabe esquiar, há escolas situadas nos centros de ski, que ensinam a prática do esporte aos iniciantes. Para os mais experientes, há equipamentos e pistas diversificadas, de acordo com o nível do esquiador. Quando o assunto é ski a dica é o Centro Esportivo de Cerro Catedral, com 70 km de pistas diferenciadas para iniciantes, intermediárias e avançadas e para profissionais. Não é segredo que Bariloche é a porta de entrada dos brasileiros para a neve, é comum ver por lá pessoas fazendo “skibunda”, jogando bolas de neve nas costas de amigos e fotografando sem parar nas gôndolas com o cenário branco das estações de Cerro Catedral. 

► Santiago
Quer conhecer uma cidade privilegiada? Vá para Santiago! Você ficará deslumbrado pela linda vista da cidade e da Cordilheira dos Andes, pelas caminhadas nos bairros boêmios e pela hospitalidade do povo chileno. Por outro lado, o Valle Nevado encontra-se no coração dos Andes, oferecendo mais de 9.300 hectares de terreno esquiável e um total de mais 37 km de pistas divididas por níveis de dificuldade.

Ski no Valle Nevado
No coração da região dos Andes, bem perto da cidade de Santiago, esta a maior estação de esqui de América do Sul e provavelmente a mais moderna da Patagônia. Está 3.205 metros sobre o nível do mar, isso garante a neve em qualquer inverno que optemos para realizar nosso esporte favorito. Valle Nevado é o ideal para esquiar, praticar snowboard, heli-esqui, ou fora de pista e realizar atividades como atletismo e safáris de esqui, que permitem ao visitante diversão de uma maneira diferente e também desde outra perspectiva, caminhando ou voando. Para os snowboarders, o snowboard park de Valle Nevado, de 100 metros de longitude e de 50 de largura, oferece duas pistas especiais: half pipe e border cross, junto ao teleférico La Escondida.

Confira os pacotes de Ski na neve que a Top Brasil Turismo preparou para Santiago e Bariloche!

FONTES:

http://www.interpatagonia.com

http://www.conteudoglobal.com

Revista Viagem

Dicas de passeios Buenos Aires

9h – café com classe

Nada mais portenho que começar o dia tomando um cortado (café com leite) com medialunas (croissant) num café, enquanto se lê calmamente o jornal. O lugar mais cênico para cumprir esse ritual é o Cafe Tortoni, o mais antigo do país, aberto em 1858. As mesmas mesas que receberam artistas célebres como o espanhol Federico García Lorca e o argentino Jorge Luís Borges hoje são disputadas – especialmente pelos turistas.

10h – no coração da cidade

A 500 metros do Café Tortoni está a Plaza de Mayo, coração do centro histórico, que ficou mundialmente conhecida pelas mães e avós que se encontram semanalmente para manter viva a memória dos seus filhos e netos, desaparecidos durante a ditadura militar (1976-1983). Aqui também os portenhos declararam a independência (em 1816), juraram a Constituição Nacional (1860) e até hoje se reúnem para protestar – como os famosos panelaços em frente à Casa Rosada, sede do governo (e do museu da Casa do Governo). A Catedral Metropolitana (com sua fachada que lembra um templo grego e onde está o túmulo do líder da independência argentina, o general San Martín) e o Cabildo (que abriga o museu mais completo sobre a história de Buenos Aires) também valem a visita.

13h – hora da parrillada

Pegue um táxi para Puerto Madero – em Buenos Aires, eles são bem econômicos –  para almoçar um caprichado churrasco argentino (parrillada) com vista para o Rio da Prata. Abandonado até o fim dos anos 80, o antigo porto passou por uma revitalização completa, e hoje os largos calçadões à beira do rio estão repletos de restaurantes, bares, hotéis e edifícios sofisticados – a arrojada Puente de la Mujer liga as duas margens. Ao lado do porto, a enorme e arborizada Reserva Ecológica Costanera Sur é uma área agradável para caminhar e pedalar.

15h – coleção de cartões-postais

O próximo destino está a mais ou menos 2,5 km – pode-se chegar pelo subte (metrô), um dos mais antigos do mundo, construído em 1909. A estação Leandro N. Alem, em Puerto Madero, está na mesma linha da estação 9 de Julio, que tem saída exatamente no ponto de interesse do nosso roteiro: o cruzamento da Avenida 9 de Julio – a principal artéria da cidade –com a Avenida Corrientes – endereço de vários cafés. Alguns dos principais cartões-postais de Buenos Aires estão na Avenida 9 de Julio, como o obelisco, erguido em 1936 no lugar onde se fincou uma bandeira argentina pela primeira vez, e o imponente Teatro Colón, palco de concertos e apresentações de balé.

17h – glamour ao cair da tarde

A próxima parada (a cerca de 2 quilômetros do obelisco) é o bairro da Recoleta, plano, repleto de árvores centenárias e de edifícios históricos da belle époque que abrigam lojas de grife, cafés e restaurantes sofisticados. Ficam aqui os suntuosos museus nacionais de Bellas Artes e de Arte Decorativa e os palacetes da Avenida Alvear, a Champs-Élysées portenha. Outra atração do bairro é o Cemitério da Recoleta, onde está enterrada a mítica ex-primeira-dama da Argentina, Eva Perón.

20h – no centro do burburinho

Para jantar, vale rumar até Palermo Viejo, um dos polos gastronômicos e de agito noturno da cidade. Lojas de design, galerias de arte, hotéis-boutique, barzinhos e restaurantes descolados são as principais atrações, junto à feirinha de artesanato da Plaza Serrano, que acontece todos os fins de semana.

22h – para fechar com chave de ouro  

Espetáculos de tango acontecem diariamente pela cidade, em lugares como o popular Centro Cultural Torquato Tasso (em San Telmo), o belo teatro do Piazzolla Tango (em San Nicolás, ou o antológico Viejo Almacén. Para quem gosta de jogar, o Cassino Puerto Madero foi criativo em driblar a lei que proíbe cassinos em terras portenhas: localiza-se em um barco ancorado no cais.

FONTE: MMT Gapnet

Confira algumas opções de pacotes para Buenos Aires que a Top Brasil Turismo preparou para você!

Patagônia: Chilena ou argentina

Muita gente ainda pensa em Patagônia como um destino único, com seus glaciares, formações montanhosas incríveis, enormes territórios desabitados, praias repletas de pinguins, baleias e leões-marinhos… Na vida real, no entanto, as distâncias são enormes e falta tempo para tantos deslocamentos, o que acaba forçando o viajante a fazer escolhas. Afinal, Patagônia chilena ou argentina? Veja qual tem mais a ver com o perfil de cada viajante.

Atividades

Mais do que as paisagens, esse é o fator mais importante na hora de escolher o destino ideal. Quem gosta de fazer trilhas e tem preparo físico para encarar longas horas de caminhada vai amar o Parque Nacional Torres del Paine, no lado chileno. Quem prefere contemplar a paisagem sem fazer muito esforço deve rumar para a argentina El Calafate – e admirar o Glaciar Perito Moreno a partir de passarelas e em um passeio de barco. Esqui ou rolê de trenó, e depois longos jantares regados a vinho? Ushuaia é o lugar. Já se a ideia é ver a maior variedade de animais possível, o melhor destino é a Península Valdés e seus arredores, mais ao norte, também na Argentina.
Paisagens
A Argentina pode ter maior variedade, mas nenhuma paisagem ganha em dramaticidade das incríveis torres de granito do Parque Nacional Torres del Paine, no Chile, em meio a lagos, cachoeiras e florestas – e às nuvens, que parecem tocá-las. Na Patagônia argentina, o destaque é o Glaciar Perito Moreno, com seus enormes blocos de gelo que se desprendem e caem com estrondo na água, diante de turistas boquiabertos. Em passeios sobre o glaciar, a cor da água que corre em meio ao gelo branco é de um azul intenso. Também no Parque Nacional Los Glaciares, nos arredores de El Chaltén, o pontiagudo monte Fitz Roy parece espetar o céu, com 3 375 metros de altura.
Cidades-bases
No Chile, à entrada do Estreito de Magalhães, Punta Arenas é o porto de onde zarpam cruzeiros rumo à Antártica. Com ares de cidade de interior, tem pousadas, cafés e restaurantes charmosos instalados em casas coloniais. Já Puerto Natales é a porta de entrada para explorar o parque Torres del Paine, mas as melhores hospedagens ficam dentro do parque, não na cidade. No lado argentino, Ushuaia permite aproveitar o fim do mundo com toda a infraestrutura: tem de hotéis de luxo a pousadas simples, ótimos restaurantes e cafés. Para visitar a Península Valdés, a maioria das pessoas dorme em Puerto Madryn, com bons hotéis e pousadas, spas e lojinhas charmosas, mas a minúscula Puerto Pirámides fica mais perto dos bichos – e longe do agito.

Buenos Aires ultrapassa Orlando como favorita de brasileiros

Buenos Aires, capital Argentina, tornou-se o destino internacional preferido pelos brasileiros, tomando o lugar de Orlando (EUA), agora em segundo lugar. Os dados vêm de levantamento do site britânico de reservas Hotels.com –Hoteis.com, no Brasil. Eles se referem a 2010, e se baseiam nas buscas dos visitantes no site da empresa.

Os três destinos seguintes na lista de preferência do brasileiro, segundo o site, também são nos EUA: Nova York, Miami e Las Vegas. Em seguida, vêm Paris (França) e Santiago (Chile), em sexto e sétimo lugares.

Mais informações no site: http://migre.me/4cqrP  – FONTE: Folha.com

Show de Tango em Buenos Aires

Clique aqui e confira alguns pacotes que a Top Brasil Turismo preparou para você curtir esse destino tão desejado!

Bariloche: atrações para a família toda!

Por quê escolher Bariloche?

São diversas atrações ao alcance, aventuras com paisagens de tirar o fôlego, uma gastronomia de dar água na boca, uma noite agitada com cassinos e casas noturnas. Sem dúvida Bariloche é o destino ideal para todos os gostos. 


Gastronomia

A gastronomia de Bariloche encanta e se transformou em uma atividade de prazer e diversão. Para quem gosta de comida boa e barata, Bariloche oferece grande variedade. Você encontra diversos tipos de carnes argentinas, chocolates e defumados (marca registrada em Bariloche), licores e cerveja artesanal. Os restaurantes de Bariloche oferecem boa variedade e qualidade. Os argentinos têm fama mundial como produtores de vinhos, não deixe de provar. Na comida, o ponto forte é a carne. A truta também tem boa oferta.

Ir à Noite

A vida noturna em Bariloche é muito divertida e agitada, com casas noturnas. São várias casas, a mais famosa é a Grisu. Você também pode se divertir em algum cassino e aproveite bastante já que no Brasil eles são proibidos. Se quiser um passeio mais calmo, você pode optar por passear no shopping, lá tem um rinque de patinação no gelo, famoso na temporada de inverno.

Bariloche é um destino completo. São diversas atividades ao alcance da mão. Aqui você encontra algumas opções de passeios extras para aproveitar ainda mais sua viagem:

Rafting – Fronteira no rio Manso
É a descida pelos rios de montanha em botes infláveis. Todos eles apresentam grandes atrativos com a paisagem circundante junto à cordilheira dos Andes, embora suas características variem e, segundo a dificuldade que apresentam, são classificados de I a VI graus. O grau VI não é navegável para as embarcações usadas para praticar rafting, enquanto que o grau I é o mais tranquilo. Em geral os botes têm capacidade para 10 pessoas, além do guia de rafting, que é a pessoa conhecedora da região encarregada de repartir as instruções para a navegação. US$ 169,00 por passageiro.


 
Canopy
Aventura Canopy Tour é uma viagem de aventura para toda a família, oferece outra forma de redescobrir a natureza, proporcionando a incrível sensação de voar pela floresta. A atividade dura cerca de 2 horas e 20 minutos e devem usar calçados confortáveis e apropriados para a floresta, e adequado para uma caminhada. Embora para a temporada de inverno são aconselhados a usar vestuário de neve. US$ 90,00 por passageiro.

Refúgio Neumeyer – Laguna Verde – Caminhada para almoço
Uma viagem de 20 km através do estepe Challhua Valley. Este vale é uma reserva nacional. Após percorrer cerca de 40 minutos, com destino ao Refugio, onde será servido um café de boas vindas com bolos fritos. O guia vai contar a história do lugar e como será a saída. Após o café de boas vindas, começará a caminhada em Laguna Verde. A viagem demora pouco mais de uma hora para chegar à lagoa. US$ 105,00 por passageiro.

Kayak – Meio dia no Lago Gutierrez
Os lagos e rios perto da cidade de Bariloche são ambientes ideais para passeios de kayak, com várias formas e graus de dificuldade. Há opções para toda a família pode ter três ou quatro horas. Os prestadores de serviço são devidamente qualificados dos parques nacionais e da Guarda Costeira da Argentina, assegurando o cumprimento das normas de segurança e requisitos de qualidade. US$ 60,00 por passageiro.

Kayak – Sunset no Lago Gutierrez
Um esporte muito desafiante, emocionate e incrível. Aquelas pessoas sem experiência podem aprender em pouco tempo algumas manobras básicas. De todas maneiras, a embarcação é muito versátil e permite navegar o mais simples dos rios até enormes corredeiras de água. US$ 183,00 por passageiro.

Ilha Victoria e Bosque de Arrayanes
A ilha mais extensa do lago Nahuel Huapi, representa uma importante reserva de Bariloche. Na ilha existem várias lagunas, 04 portos, um sofisticado complexo gastronômico, teleférico, pinturas rupestres com mais de 500 anos, já o Bosque de Arrayanes foi declarado uma área de monumento natural e intangível.  US$ 72,00 por passageiro.

Para se divertir

Bariloche oferece diversão em todas estações do ano.  Seja no inverno ou no verão, Bariloche reserva uma variedade de atrações para a família toda. No Complexo Turístico Teleférico Cerro Otto, durante a primavera e o verão, o verde do bosque e as cores da vegetação dão um toque especial ao lugar, e o torna propício para contato com a natureza e a prática de esportes radicais. Sem falar no teleférico que percorre o caminho da estação inferior à estação superior, no ponto mais alto do Cerro, em uma velocidade de 3 m/s, com capacidade para 500 passageiros/hora. Já no Refúgio Neumeyer, durante a primavera, o verão, o outono e o inverno, é possível fazer trekking, caminhadas, mountain bike, rafting e escalada. Além dessas opções, um passeio às ilhas e admirar a natureza e todas as suas maravilhas são privilegiadas nas estações mais quentes.
 
Esqui

A atividade mais praticada em Bariloche  no inverno é o esqui, com um cenário de fundo deslumbrante. A paisagem é repleta de morros, montanhas, águas cristalinas, rios sedutores e bosques bastante arborizados. Para quem não sabe esquiar, há  escolas situadas nos centros de esqui, que ensinam a prática do esporte aos iniciantes. Para os mais experientes, há equipamentos e pistas diversificadas, de acordo com o nível do esquiador. Quando o assunto é esqui a dica é o Centro Esportivo de Cerro Catedral, com 70 km de pistas diferenciadas para iniciantes, intermediárias e avançadas e para profissionais. 


Golf

Seja por diversão ou competição, a pratica do Golf em Bariloche é muito comum. Para os amantes deste esporte em Bariloche têm 3 campos: Llao Llao Hotel e Resort, Arelauquen Golf e Country Club e Pinares.

Para as crianças

A diversão fica por conta do Museo del Chocolate e o Museu Paleontológico. O museu do chocolate da marca Fenoglio conta a história do chocolate em objetos e murais interativos. As crianças também acompanham a produção e provam o produto. Há transporte gratuito que sai das ruas Mitre e Rolando. Menores de 12 anos não pagam para entrar. O Museu Paleontológico exibe fósseis, ossos e réplicas de materiais de diferentes períodos geológicos. Destaque para as aranhas gigantes e o esqueleto de um dinossauro de 1,50 metro, que viveu há 90 milhões de anos. 


Ir à dois

Para quem está procurando uma romântica viagem e dois, este também é o local. Charmosos chalés, muitos passeios para casais e passeios noturnos que terminam com deliciosos jantares à luz de velas.

Turismo acessível

Além de tudo isso, Bariloche é referencia no turismo acessível (para aqueles que têm diferentes faculdades de audição, visão, intelectual e de mobilidade). Alguns estabelecimentos são especializados em turismo acessível.

Bariloche é sem dúvida uma das cidades com os redores naturais mais maravilhosos, essa beleza a consagrou como um destino turístico idílico por todos os viajantes.

Alguns hotéis

Cacique Inacayal Hotel – Luxo
O Cacique Inacayal Hotel em Bariloche é um hotel 5 estrelas, tem uma localização no centro da cidade de San Carlos de Bariloche, às margens do Lago Nahuel Huapi.

Hotel Llao Llao – Super Luxo
O Hotel Llao Llao em Bariloche é 5 estrelas, tem serviços exclusivos, como salões de conferências e convenções.

Hotel Nevada – Primeira Superior
O Hotel Nevada está localizado no centro da cidade de Bariloche. Possibilitando assim passeios ao porto, cinemas, museus, praças bem como do centro histórico e outras atrações turísticas centrais.

Hotel Panamericano – Luxo
Panamericano Bariloche Hotel é um hotel 5 estrelas que proporciona um atendimento acolhedor e personalizado e tem a infra-estrutura para receber tanto para turistas e empresários.

Hotel Ayres del Nahuel – Primeira
O Hotel Ayres del Nahuel está localizado a 50 metros do Lago Nahuel Huapi Mitre 50 metros da rua principal de Bariloche.

Hotel Concorde
O Hotel Concorde em Bariloche oferece tudo que você precisa durante a sua estadia: conforto, carinho e acima de tudo, com uma excelente localização.

Hotel Crans Montana – Turística
Este charmoso hotel 3 estrelas de Bariloche, oferece acomodações amplas, no centro de San Carlos de Bariloche e a menos de 5 minutos do Lago Nahuel Huapi.

Hotel Pestana
O Hotel Pestana em Bariloche é luxuoso, oferece um campo de golfe e muitas opções de lazer numa área verde cercada por montanhas.

Bariloche, nos últimos anos, tem incorporado uma infra-estrutura e uma capacidade de serviços que a colocou como uma das cidades preferidas pelos turistas do mundo todo. 


Mesmo assim situações constrangedoras podem acontecer, por isso, antes de viajar adquira conhecimentos mínimos sobre o local de destino: consulte mapas, internet, revistas e livros. Familiarize-se com as rotas e localização das áreas a serem visitadas, com as leis e costumes locais.

A Top Brasil Turismo preparou algumas dicas para você aproveitar com mais tranquilidade e segurança a sua viagem para Bariloche:

Documentos/Segurança

  • Para viajar para Bariloche ou para qualquer cidade da Argentina, brasileiros precisam somente do documento de identidade oficial (RG) ou do passaporte com validade vigente;
  • Para os menores, o mesmo precisará de autorização se estiver desacompanhado dos pais. Se for com um dos pais é necessário a autorização do outro.
  • Bariloche é uma cidade segura, você pode andar tranquilamente pela rua, mas fique sempre atento.

Dinheiro/Câmbio

  • A maioria das lojas aceita dólares no pagamento de compras, devolvendo o troco em pesos;
  • O melhor é comprar com cartão de crédito, eles eliminam a cobrança de imposto argentino sobre as vendas.

Telefone

Para ligar de Bariloche para o Brasil é fácil, veja o exemplo de uma ligação para São Paulo capital:

  • 00 (ligação internacional) + 55 (código do país) + (código DDD de São Paulo) + número do telefone

Bagagem e Alfândega

  • Lembre-se que sua bagagem é limitada, você só pode levar 20 kg, divididos em dois volumes, mais uma bagagem de mão que não pode passar de 5 kg;
  • A alfândega brasileira permite que cada passageiro traga US$ 500,00 em compras, livre de impostos.

Com essas informações você pode aproveitar intensamente a sua viagem para Bariloche!

Confira todo o encanto de Bariloche na Temporada de Inverno,  com os pacotes de viagem da Top Brasil Turismo!

 

FONTE: Equipe de Pesquisa Top Brasil Turismo

Buenos Aires e suas atrações!

Buenos Aires e suas atrações

Buenos Aires é um dos destinos internacionais mais visitados pelos brasileiros. Buenos Aires tem a vantagem de ser um destino tanto para os que só têm poucos dias quanto para quem dispõe de bastante tempo para viajar. Num final de semana prolongado, dá para passar 3 ou 4 dias por lá. Não é muito mais tempo do que você passaria em um desses lugares para onde costuma ir nos feriados aqui mesmo no Brasil. E o avião até Buenos Aires não costuma pegar engarrafamentos!

Uma comodidade extra para quem viaja a turismo pra Buenos Aires é a ausência de burocracia: a carteira de identidade nacional brasileira é suficiente para ingressar no país vizinho; não precisamos sequer tirar passaporte. Some-se a isso que o castelhano é uma língua estrangeira de fácil compreensão.

Buenos Aires é uma cidade que seduz e encanta: dinâmica, movimentada, cheia de vida, com uma infinidade de atrativos culturais, com prédios elegantes ao estilo europeu, um povo com alto padrão cultural e consciência política, dezenas de teatros, facilidades de compras e gastronomia barata e saborosa (principalmente carnes e vinhos).

Conhecida como Europa da America do Sul, Buenos Aires é mais do que nunca a opção ideal para um passeio completo, onde se encontra cultura, diversão, boa comida e ótimos preços. Acrescente-se que é uma cidade muito mais seguro do que as grandes capitais brasileiras.

E finalmente, Buenos Aires  é uma cidade cada vez mais viável para visitar, principalmente agora que o real está bem valorizado em relação ao peso argentino. Hoje é possível ir para  Buenos Aires, gastando muito pouco em pacotes de viagens, compras, gastronomia, locomoção, passeios e outros atrativos.

 

_____________________________________________________

OS BAIRROS DE BUENOS AIRES E SUAS ATRAÇÕES

 ►CENTRO – COMPRAS E VISITAS AOS PONTOS TURÍSTICOS DE BUENOS AIRES

Obelisco –Na sua viagem a Buenos Aires, não deixe de visitar  o famoso obelisco, o ponto turístico mais conhecido da capital da Argentina..Ele fica situado exatamente no centro da avenida 9 de Julho,  principal via da cidade.

Av. 9 de Julho – Ao construir essa avenida, os portenhos quiseram criar um eixo monumental que cortasse a área central de Buenos Aires, do Retiro a San Telmo. Para isso, resolveram exagerar: com 125m de um lado ao outro, a 9 de Julio é tida como a mais larga avenida do mundo.

 Av Corrientes – Essa rua famosa de Buenos Aires e seus arredores são uma região cheia de cafés, lojas, livrarias, casas de espetáculos e teatros de revista que ainda hoje fazem sucesso. O comércio fecha tarde e a boemia avança madrugada adentro.

Plaza de Mayo – O lugar, onde foi formado o primeiro governo nacional, é ainda uma espécie de centro nervoso político de Buenos Aires e de toda a Argentina. É lá que estão o Cabildo, a Casa Rosada e a catedral. É também onde ocorrem grandes manifestações populares, o lugar onde se reúnem as Madres de la Plaza de Mayo, mães e avós dos que desapareceram durante o
regime militar.

Casa Rosada – O mais famoso edifício de Buenos Aires, que sofreu muitas reformas e modificações ao longo da História, é sede do governo argentino desde 1810, quando a Primeira Junta tomou o poder. A Casa Rosada não pode ser visitada por dentro, mas de hora em hora você pode assistir à troca da guarda, que usa uniformes iguais aos das tropas do libertador San Martín.

Teatro Colón – Na segunda metade do século XIX, com a maciça chegada de imigrantes italianos, a crescente prosperidade da Argentina e a moda da ópera correndo solta, era inevitável que se pensasse em construir em Buenos Aires um requintado teatro, nos moldes da parisiense Ópera Garnier e do milanês La Scala. Entre Av. 9 de Julio e Pl. Lavalle, Buenos Aires.

Calle Florida – Nos momentos em que a moeda brasileira está valorizada em relação ao peso argentino, a Florida é coqueluche de muitos de nossos compatriotas, que chegam a Buenos Aires pensando em comprar, comprar e comprar.

Galerias Pacífico – De linhas italianas e inspiradas na Vittorio Emmanuele II de Milão, as galerias são o mais tradicional shopping center de Buenos Aires.

►SAN TELMO – CHARMOSO E PITORESCO

O charmoso San Telmo é também um dos bairros mais agradáveis para se curtir a noite portenha, paquerar ou acompanhar o buxixo tomando uma copa  de vinho. Ali há cafés, bares e casas de tango, das mais tradicionais às mais turísticas, que ocupam antigos imóveis. Uma outra grande atração do bairro é a tradicional Feira de San Telmo (aos domingos),   com suas barraquinhas de quinquilharias e artistas de rua imitando estátuas.

►LA BOCA – ATRAÇÕES IMPERDÍVEIS: CALLE CAMINITO E O ESTÁDIO DO BOCA JÚNIORS

La Boca fica bem no sul da cidade; é mais fácil tomar um táxi para ir lá. O tradicionalíssimo bairro popular junto ao antigo porto foi onde se fixaram muitos imigrantes que desembarcavam em Buenos Aires, a maioria deles italianos da região da Ligúria, onde fica Gênova. Em La Boca fica a famosa e colorida Calle Camiñito. Duas outras atrações são o Estádio do Boca Juniors e o Museo de la Pasión Boquense.  O Boca é uma espécie de Corinthians ou Flamengo de Buenos Aires. O museu da “paixão boquense” conta com objetos e fotos relativos ao clube desde sua fundação. Um dos destaques é uma exibição sonorizada e em 360º de um jogo, que dá a sensação de estar no meio do gramado. Brandsen, 805. La Boca, Buenos Aires.

►RECOLETA – UM BAIRRO ELEGANTE E COM MUITAS ATRAÇÕES
A zona de La Recoleta, um dos bairros mais elegantes da cidade, com comércio sofisticado, vários bares e restaurantes e uma vida noturna muito animada. Uma outra atração de Recoleta é Plaza Francia, uma  grande área verde com árvores e um extenso gramado –  palco de apresentações de rock, exibições de artistas de ruas e de dançarinos de tango, sobretudo nos finais de semana e nos feriados, quando também rola uma feira de artesanato de jeitão “pseudo-hippie”. Uma outra atração do bairro  é o Cemitério de la Recoleta, um aristocrático cemitério de Buenos Aires onde estão os túmulos de argentinos ricos e famosos. Em Recoleta é onde fica o Buenos Aires Design Center, conjunto que reúne diversas lojas com o que existe de mais moderno e sofisticado no design argentino na área de decoração. E finalmente, quando estiver na Recoleta, não deixe de conhecer os sorvetes e doces da sorveteria Freddo. São deliciosos.

►PALERMO – AGRADÁVEL E ANIMADO

Um dos mais badalados bairros  de Buenos Aires, com bares abertos para happy hours, restaurantes de cozinha criativa e lojas de roupas transadas, ateliés e butiques de moda de vanguarda. Palermo também se destaca também pela noite animada, que se estende madrugada adentro.

►PUERTO MADERO – UM ÓTIMO LUGAR PARA COMER E FAZER CAMINHADA

Puerto Madero é hoje um local arejado, agradável e seguro: um dos favoritos não apenas dos turistas estrangeiros mas também dos portenhos quando querem jantar à luz de velas ou simplesmente dar uma volta a pé. Nos finais de semana, seus barzinhos ficam lotados.

►LAS CAÑITAS – O BAIRRO DA MODA

Buenos Aires é uma cidade novidadeira. Próxima aos belos parques de Palermo, uma micro-região está se tornando badalada: Las Cañitas, entre as ruas Baéz e Migueletes, onde butiques, restaurantes, sorveterias e lojas atraem um público relativamente jovem, beirando os trinta anos.

OUTRAS DICAS DE VIAGEM PARA BUENOS AIRES

ONDE SE HOSPEDAR EM BUENOS AIRES 

O Centro de Buenos Aires é prático para se hospedar, pois fica perto de boa parte das atrações e possui muitas lojas e restaurantes.

O Retiro, onde ficam o terminal rodoviário e a principal estação de trem, é uma exceção entre os bairros “de estação” das cidades sul-americanas – geralmente feios, sujos e mal freqüentados. Bem próximo ao Centro de Buenos Aires, é um bairro limpo e muito simpático, onde há bons hotéis.

Puerto Madero é, além do Centro de Buenos Aires (que fica bem ao lado) e do Retiro, a região mais procurada por aqueles que viajam a negócios.

Embora tenhamos por princípio não indicar hotéis fora das regiões centrais, Buenos Aires é um caso à parte. Bairros um pouco afastados podem ser extremamente agradáveis e animados como Palermo e Recoleta ou charmosos e pitorescos como San Telmo.  Esses bairros de Buenos Aires, facilmente acessíveis de táxi a partir do Centro em poucos minutos, são ótimas opções.

Embora tenha encantos turísticos, a Boca fica fora de mão.

 COMPRAS EM BUENOS AIRES

Cada vez que nossa moeda se encontra valorizada em face do peso argentino, Buenos Aires se torna um paraíso de consumo para brasileiros, que circulam maravilhados pela Calle Florida e arredores, procurando malhas de lã, artigos de couro, lingeries e cosméticos. Isso, sem falar nos diversos shopping centers, que nada ficam a dever aos melhores do mundo. Mesmo quando o peso está equilibrado com o real, certos produtos argentinos são boas compras em razão de sua excelente qualidade, sobretudo os artigos de lã e de couro.

Brasileiros, em Buenos Aires, têm direito à devolução do IVA (imposto sobre compras) ao sair do país; para isso, procure lojas que anunciam “tax free” e cumpra a burocracia indicada por elas. O site http://www.globalrefund.com dá todos os detalhes sobre o procedimento e tem a lista das lojas conveniadas.

Em bairros como Palermo e San Telmo, muitas lojas só abrem no período da tarde e ficam de portas abertas até de madrugada. A maioria trabalha com roupas e acessários, mas há também lojas de decoração e galerias de arte.

Aproveite, também, as diversas opções de compra nas lojas de rua, ou feiras livres. Você encontrará muitos produtos de qualidade com preços bem convidativos.

Os shopping centers, alguns dos quais permanecem abertos até as 22h, oferecem grande variedade de produtos, alguns de grifes internacionais ou argentinas. Como no Brasil, têm lojas finas e caras e são lugares agradáveis, com atendimento de primeira linha, praças de alimentação e atrações como cinemas, cybercafés etc. Embora os preços possam ser salgados, às vezes você encontra artigos em promoção que valem a pena. Basta procurar.

 ►O QUE COMER EM BUENOS AIRES

Sair para almoçar ou jantar em Buenos Aires é um evento especial. Como uma das principais metrópoles do mundo, Buenos Aires tem restaurantes para todos os gostos. Mas o forte da culinária portenha é sem dúvida a carne. Peça um Bife de Chorizo (contra-filé), acompanhado de Papas Fritas. Experimente o delicioso Asado de Tira (costelas), ou então o Bife de Lomo (filé mignon). Não deixe, também, de aproveitar os deliciosos vinhos argentinos, com preços bem camaradas. Quem deseja fazer apenas uma refeição leve e econômica: as empanadas, espécie de pastel assado ou frito, é uma boa pedida. Quanto a doces e sobremesas, não dá para ir a Buenos Aires e deixar de saborear os churros, alfajores e sorvetes de doce de leite. Os alfajores, além de deliciosos, são bem mais baratos dos que os vendidos no Brasil. Uma dica é comprá-los em quantidade  como lembrança para os amigos e familiares no Brasil. Eles vão adorar!

 ►ASSISTIR A UM SHOW DE TANGO EM BUENOS AIRES

Mas para poder dizer que você esteve de fato em Buenos Aires é essencial assistir um show de Tango. Ir a Buenos Aires e não assistir um destes espetáculos é como ir a Paris sem ver a Torre Eiffel. Existem diversas casas de espetáculos apresentando shows noturnos, com orquestras, dançarinos, músicos e cantores. O mais famoso é o “El Viejo Almacén” (Rua Balcarce com Independência). Outro muito procurado é o “Señor Tango” (Vieytes 1655).

►TEMPO EM BUENOS AIRES

As estações do ano em Buenos Aires correspondem às brasileiras. Buenos Aires, com um clima temperado oceânico, é uma cidade que pode ser visitada sem problemas em qualquer época do ano, mas os meses mais agradáveis são os da primavera e do outono. Os melhores meses são abril, maio, setembro e outubro.

O auge do verão não é recomendável para quem não curte muito calor, pois apesar de ficar junto ao mar, Buenos Aires não é uma cidade de praia onde se anda de shorts e havaianas. Aliás, janeiro em Buenos Aires é como em São Paulo: a população local desaparece. Se você quiser encontrar com um portenho nessa época, vá para uma praia em Santa Catarina!

O inverno só é incômodo para aqueles que detestam frio, pois as temperaturas não chegam a ser excessivamente baixas. Para quem curte pode ser gostoso aquele friozinho “europeu” do inverno portenho. Com um pouco de imaginação, você pode se sentir em Paris!

O inverno é a época mais seca. Nevar mesmo, só aconteceu uma vez, em junho de 1918, quando a cidade amanheceu toda branca.

As chuvas são regulares quase todo o ano, com um ligeiro aumento das precipitações em março e em dezembro.

Médias de Temperaturas (°C)

  Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez
Máxima 29 28 26 22 18 14 16 18 21 24 28 28
Mínima 17 17 16 12 08 05 06 06 08 10 13  12

 Fonte: Editora Conteúdo (www.manualdoturista.com.br)

Confira nossos pacotes para Buenos Aires e conheça esse destino encantador!

Sete bons motivos para você viajar para Buenos Aires!

Confira sete bons motivos para você viajar para Buenos Aires, um dos destinos internacionais mais visitados pelos brasileiros.

1. Facilidade de programar a viagem
Ao contrário da maioria dos destinos internacionais, Buenos Aires tem a vantagem de ser um destino que pode ser curtido em poucos dias. Num final de semana prolongado, dá para passar duas ou três noites por lá, com bom aproveitamento das atrações da  cidade. Não é muito mais tempo do que você passaria em um desses lugares de praia aqui no Brasil  para onde você costumar ir nos feriados ou finais de semana.  E o avião até Buenos Aires não costumar pegar engarrafamentos!

2. Ausência de burocracia
Uma comodidade extra para quem viaja a turismo para Buenos Aires é a ausência de burocracia: a carteira de identidade nacional brasileira (com até 10 anos de emissão) é suficiente para ingressar em Buenos Aires. Não é necessário passaporte e visto de entrada.

3. Facilidade de comunicação

O espanhol (ou castellano, para os argentinos) é uma língua estrangeira de fácil compreensão pelos brasileiros. Além disso, pela semelhança existente entre as duas línguas (português e espanhol), é muito fácil falar “portunhol” e com isso muitos brasileiros conseguem se comunicar com certa facilidade em Buenos Aires.

4. Agradável ar europeu

Buenos Aires é uma cidade com agradável ar europeu, que faz lembrar, sob diferentes aspectos algumas cidades européias, como Madri e Paris: tanto pela arquitetura neoclássica, largas avenidas arborizadas, cafés com mesinhas na calçada, entre outras coisas.

5. Câmbio favorável
Nunca na história deste país, nunca foi tão fácil viajar para Buenos Aires. Em função da supervalorização da nossa moeda em relação ao peso argentino, hoje é possível ir para Buenos Aires, gastando muito pouco em pacotes de viagens, compras, locomoção, passeios e outros atrativos.

6. Comer bem sem se assustar com a conta

Ao contrário do que acontece atualmente no Brasil, em Buenos Aires você pode entrar em um restaurante de boa categoria e pedir uma boa carne e um bom vinho, sem se assustar com a conta.

7. Assistir a um show de tango

Mas para poder dizer que você esteve de fato em Buenos Aires é essencial assistir um Show de Tango. Ir a Buenos Aires e não assistir um destes espetáculos é como ir a Paris sem ver a Torre Eiffel.

Fonte:  Guia do Turista Brasileiro (GTB Buenos Aires) e Equipe de Pesquisa Top  Brasil Turismo.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 877 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: